• Dy Belmonte

Miss Universo 2019

Que momento simbólico foi a premiação da Zozi Tunzi como Miss Universo 2019!

Ela é a quinta mulher negra eleita Miss Universo em 67 anos de concurso. A última mulher negra havia sido premiada em 2011. Porém Zozi foi verdadeiramente transgressora. Entenda porque.


Imagem: Instagram

A sul-africana Zozibini Tunzi aos 26 anos, é formada em Relações Públicas e ativista pela luta contra a violência de gênero. Durante o concurso ela deixou bem claro o seu engajamento com propósito, dizendo que gostaria de ver a sua beleza inspirando as novas gerações. "Eu cresci em um mundo em que uma mulher com a minha pele, a minha aparência e o meu cabelo não era considerada bonita. Isso acaba hoje. Quero que as crianças enxerguem o reflexo dos seus rostos no meu".

Zozi lançou seu apoio para promover a campanha #HeForShe da ONU pedindo que homens sul-africanos escrevessem cartas de amor para as mulheres para ajudar a fazer parte de sua seção de roupas nacionais no concurso Miss Universo.


Quando Tunzi foi questionada sobre a coisa mais importante que as jovens mulheres devem aprender nos dias de hoje ela respondeu: "Liderança. É algo que falta às mulheres e mulheres jovens há muito tempo. Não porque elas não a desejavam, mas por causa de como a sociedade rotulou como elas deveriam ser”.


Fonte: Kondzilla

Nós sabemos que o concurso elege muitos aspectos além da beleza física, e ver uma mulher chegando lá, preparada internamente e linda naturalmente afirma essa verdade que partilho aqui: se você se sente bela, você realmente é! É uma questão de olhar muito mais para dentro do que para fora. Por mais que a Zozi tenha todo o apoio e afirmação da sua beleza, foi necessário que ela acreditasse no seu potencial para chegar lá e encarar uma avaliação minuciosa das suas capacidades. E um adendo: ela ainda concorreu ao título em 2017 mas não chegou a final no seu país. Provando que não somos feitas somente de sucessos, mas principalmente das experiências que as lições nos trazem. Será que Zozi impactaria tanto em 2017 como fez esse ano, com seu posicionamento firme e ao mesmo tempo sensível?


Mantendo essa dinâmica da diversidade, precisamos lembrar, daqui para frente, que a beleza dela não vem anular nenhuma outra, seja os antigos padrões ou os contrastes, mas mostrar que ela pode, e precisa ser mais inclusiva e representativa!


Imagem: Instagram

Desconheço o histórico de cirurgias plásticas de Zozi, porém sua beleza tão real representa uma verdade bem global: somos tantas cores, tantos traços e fios de cabelo, se um só tipo for considerado bonito fica realmente estreito, e não gera conexão. E outra, não somos corpos maleáveis para se submeter a cirurgias estéticas invasivas.


O fato do júri ser composto somente por mulheres, num concurso para mulheres, representa também o resgate do poder de escolha do que é belo: quem conhece melhor as condições do corpo feminino, e do que seria naturalmente atingível, além de nós mulheres?


Agora temos a oportunidade de olhar a Miss Universo e lembrar da nossa beleza do jeito único que é. Você concorda? Viva a beleza natural 🌿


Fontes:

https://pt.wikipedia.org/

https://lifestyle.r7.com/

https://www.revistalofficiel.com.br/

4 visualizações0 comentário
  • Ícone do Instagram Cinza
  • Ícone do Facebook Cinza
  • Ícone do Youtube Cinza

2019- Playcontent